Com exame, Polícia Civil quer descobrir quem é pai da criança em ossada encontrada em Monte Negro

jul 16 • Polícia, Todas as Notícias • 193 Visualizações • Nenhum comentário em Com exame, Polícia Civil quer descobrir quem é pai da criança em ossada encontrada em Monte Negro

Durante a coletiva de imprensa realizada na manhã desta segunda-feira (16), em Ariquemes, o delegado regional Rodrigo Duarte apontou que o exame de DNA na ossada encontrada na última sexta-feira (06), próximo a Monte Negro vai determinar duas informações importantes: se os restos mortais são de Tainá Carina, desaparecida desde o dia 27 de outubro e de quem seria o pai do bebê que ela já estava gerando há 32 semanas.

De acordo com Rodrigo Duarte, a perícia determinou que a ossada estava no local há cerca de 6 meses, com uma pequena margem de erro. “O odontólogo determinou esse período, mas podemos dizer com segurança que ela estava naquele local há cerca de nove meses, já que havia raízes e plantas que cresceram na ossada. Nos três primeiros meses, não cresce nada, mas depois a vegetação cresce”, apontou ele.

O delegado apontou que a jovem foi morta com um golpe utilizando um machado, facão ou foice. “Provavelmente só o golpe não foi a causa da morte da vítima. Provavelmente, ela teve uma lesão no pescoço, mas só o laudo vai determinar a real causa da morte. Foi um homicídio qualificado, pois a vítima foi para uma emboscada, sem possibilidade de defesa e por meio cruel. São três qualificadoras. Ainda tem a questão do feto”, destacou ele.

O delegado apontou que por enquanto, não irá dar mais detalhes sobre a investigação e que quando houver fatos novos, convocará a imprensa para divulgar o andamento do caso, especialmente com o resultado do exame de DNA que deve confirmar a identidade de quem seria a ossada encontrada.

Leia também:

Possível ossada de Tainá revela que jovem foi morta de forma cruel, diz delegado

 

Fonte:Rondoniavip

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »