Justiça mantém prisão de acusados de envolvimento na morte de empresário de Ariquemes

jan 7 • Polícia, Todas as Notícias • 274 Visualizações • Nenhum comentário em Justiça mantém prisão de acusados de envolvimento na morte de empresário de Ariquemes

O Juízo da 1ª Vara Criminal de Ariquemes manteve a prisão de Weberson Pinheiro Onório e José Ricardo Dalício, presos há um mês sob a acusação de envolvimento na morte do empresário e ex-sócio Laércio Alves da Silva, da Dental Jamari. 

Os dois foram presos preventivamente dia 5 de dezembro do ano passado por prática de homicídio triplamente qualificado, furto qualificado, corrupção de menores e fraude processual. Sérgio contratou Weberson para executar a vítima. 

Ao negar o pedido de prisão preventiva, o Juízo disse que não há como mantê-los soltos, ressaltando a necessidade de que sejam mantidos presos por questões de garantia da ordem pública, da instrução criminal e aplicação da Lei Penal, além de ´proteção do meio social´. 


O CRIIME

Segundo a denúncia do Ministério Público de Rondônia, no dia 7 de dezembro de 2017, na cidade de Ariquemes, Wéverson, na companhia de Sérgio Miranda Camargos Fabel e José Ricardo Dalício, contando com a participação da pessoa identificada como “Baixinho” e os adolescentes L.L.M “Diabo Loiro” e A.S.M “Satanás”, ambos com 17 anos de idade na data dos fatos, mataram a vítima Laércio Alves da Silva.

As investigações apontaram que Sérgio contratou Wéverson  e seus comparsas para executar seu ex-sócio Laércio e que o “serviço” foi realizado mediante ação meticulosamente coordenada e articulada entre eles.

Na época a polícia divulgou que o crime foi motivado por uma dívida no valor de R$ 97.000,00 que Sérgio Miranda Camargo Fabel tinha com a vítima,  que estaria lhe cobrando. No dia do crime, Sérgio marcou de se encontrar com Laércio, ocasião em que pagaria R$ 9.900,00, porém, já havia encomendado a morte de Laercio,  executado pelos outros envolvidos em uma emboscada.   

Fonte: OOBSERVADOR

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »