“PUXANDO A CAPIVARA”: Todos da Bancada de RO no Senado Federal são investigados no STF

abr 22 • Geral, Todas as Notícias • 146 Visualizações • Nenhum comentário em “PUXANDO A CAPIVARA”: Todos da Bancada de RO no Senado Federal são investigados no STF

Levantamento realizado pelo portal CONGRESSO EM FOCO mostra que na Senado Federal 32 Senadores são investigados no STF.

Destacamos que a Bancada de Rondônia todos respondem a processos que vão desde de crime contra o sistema financeiro, peculado, calúnia, corrupção eleitoral, improbidade administrativa, lavagem de dinheiro, crime contra o sistema financeiro, crime contra a Lei de Licitações, corrupção passiva e formação de quadrilha, confira o que cada um responde:

 

 

IVO CASSOL (PP-RO)

Primeiro senador condenado à prisão pelo Supremo, em agosto de 2013, Cassol recorre em liberdade da pena de quatro anos e oito meses, em regime semiaberto, e da multa de R$ 201 mil a que foi sentenciado. O ex-governador de Rondônia foi considerado culpado na Ação Penal 565, por cometer crime contra a Lei de Licitações.

Segundo os ministros, ele direcionou licitações a cinco empresas de conhecidos na década de 1990, quando era prefeito de Rolim de Moura (RO). Atualmente, é o senador com mais pendências no Supremo: são dez ao todo. Além do recurso, é réu em duas ações penais (562 e891) por calúnia e corrupção eleitoral. Cassol ainda é alvo de outros seis inquéritos (3158,2828, 37423614 e  3820) por peculato, improbidade administrativa, falsidade ideológica, lavagem de dinheiro, corrupção passiva, contra o sistema financeiro e contra a Lei de Licitações.

 

 

VALDIR RAUPP (PMDB-RO)

O ex-governador de Rondônia é investigado pela Lava Jato nos inquéritos 39823989426743194323 e 4326 por lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e corrupção passiva. Ele ainda é alvo do Inquérito 4129 por peculato e formação de quadrilha.

 

 

 

 

 

ACIR GURGACZ (PDT-RO)

Senador desde 2009, Acir Gurgacz responde ao Inquérito 3011 pelo crime de dano ao erário.

Fonte:Jaru Online

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »